Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Insensatez de Menta e Chocolate

Insensatez de Menta e Chocolate

As más pessoas não sabem que existem

Os dias eram iguais mas mudaram as moedas e o que ela via já não era o mundo das “boas pessoas com azar” onde não percebia como é que isso podia acontecer.


Para ela uma coisa tornou-se clara: ser o melhor que conseguimos para os outros não nos dá a felicidade.


Antes fazia sentido pensar que era esse o objetivo, que ser sempre bom nos iria recompensar. Mas então ela pensava: porque é que a vida era tão injusta?


Naquela altura aquilo já não lhe parecia injustiça, mas um sinal que até vinha por bem.


Para nos mostrar que mesmo estando a tentar fazer tudo o que podemos pelos outros não há nenhuma entidade divina que trabalhe para defender os nossos interesses, enquanto nós esforçadamente nos ocupamos em satisfazer os alheios.


E até sabemos que não é o melhor para nós, o que não sabemos é que na maioria das vezes pode ser mesmo o pior.


2 comentários

  • Imagem de perfil

    Rita Riscada 12.11.2013 21:28

    Concordo com o que disseste mas não acho que seja uma opinião contrária à expressa no post.

    Se te faz feliz satisfaz um interesse teu. Quanto a agir sempre "da forma que achamos justa", o conceito justa implica o que é melhor para ti e para os outros.

    O texto pretende focar sobretudo os casos de pessoas que tentam satisfazer os interesses dos outros para lhes agradar sem ter em conta os seus, e depois sentem-se frustradas porque ninguém se lembrou deles.

    Muito obrigada pelo teu comentário :)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Arquivo

    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2014
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2013
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D